domingo, 10 de abril de 2016

Fred pode sair do Flu; Entenda



Liberado até a próxima terça-feira, capitão tricolor está insatisfeito com as seguidas substituições, e possível saída não é descartada nos bastidores das Laranjeiras

Sábado à noite, Laranjeiras, escuridão, silêncio e alguns seguranças do Fluminense. O motivo? Fred ainda estava no clube mesmo horas após o fim do treino. Em meio a um jejum de oito jogos e, principalmente, rusgas com o técnico Levir Culpi, o atacante se reuniu com a diretoria, alegou problemas particulares e não viajou para enfrentar o Volta Redonda. Seu casamento com o Tricolor parece viver uma eterna montanha-russa de altos e baixos. Nos últimos sete anos, viveu uma relação de amor e ódio com a torcida. Idolatrado e por vezes perseguido, já se declarou e também ameaçou sair. O último abalo dessa história aconteceu neste fim de semana. A reapresentação do jogador está marcada para a próxima terça-feira, dia do novo e decisivo capítulo. Até lá, um grande ponto de interrogação fica no ar: qual será o futuro do camisa 9?

A longa reunião nas Laranjeiras não foi uma conversa qualquer. Basta analisar o elenco presente: além de Fred, seus representantes Rodrigo Chaves (irmão e empresário) e Francis Melo (assessor de imprensa que também cuida da carreira do jogador) se reuniram com o presidente Peter Siemsen e o diretor executivo de futebol Jorge Macedo. Durante o papo, nenhuma proposta de transferência foi apresentada - apesar de a possibilidade não ser descartada em algumas correntes do clube. Respeitando a história do capitão no Flu, a diretoria aceitou liberá-lo até a próxima terça. Todos os participantes da reunião deixaram o clube após às 20h30 e em meio à escuridão da noite de sábado. Ninguém quis falar com a imprensa.

A expectativa é grande para saber qual será o discurso de Fred no retorno. A verdade é que o camisa 9 teve algumas rusgas recentes com o técnico Levir Culpi, principalmente por causas das seguidas substituições. Desde que voltou de lesão, o capitão disputou cinco jogos e foi sacado em quatro. Em três deles, contra Tombense, Boavista e Flamengo, saiu antes dos 15 minutos do segundo tempo. Algo até certo ponto explicável pelo retorno de lesão e da necessidade de dar ritmo de jogo a quem pode ser titular na final da Primeira Liga - Fred, suspenso por cinco jogos após agressão ainda na estreia, não joga. O jejum de oito partidas sem marcar potencializa ainda mais a insatisfação do atacante. A última bola na rede foi em 11 de fevereiro. Já são 59 dias de seca, número que contrasta com os dez jogos de invencibilidade do Flu. Pelo menos neste momento, a ''Fredependência'' não existe.


2 comentários:

  1. Fred está desgastado. É um grande atacante, mas deixou de ser um atleta há algum tempo.

    ResponderExcluir
  2. Fred está desgastado. É um grande atacante, mas deixou de ser um atleta há algum tempo.

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial