segunda-feira, 24 de abril de 2017

Presidente do Fluminense ataca Flamengo na briga pelo Maracanã

O presidente do Fluminense, Pedro Abad, tomou partido sobre o impasse na questão do Maracanã, que segue sem definição. O dirigente defendeu portas abertas para os quatro clubes grandes do Rio e classificou a postura da diretoria do Flamengo, que deseja ter a gestão total do estádio, como “individualista”.


“A gente tem visto nas redes sociais o vice-presidente administrativo do Flamengo (Rafael Strauch) falar claramente que a gestão tem de ser cem por cento do Flamengo. Isso demonstra o quão individual é a posição do Flamengo. Eu discordo totalmente. Acho que o Maracanã é dos quatro grandes. Todo mundo tem de poder jogar. E não cabe a um clube determinar quais são as condições que um outro vai jogar. Nem o Fluminense, nem o Vasco, nem o Botafogo e nem o Flamengo”, afirmou.

A Odebrecht, que romperá o contrato de concessão, acertou o repasse à empresa francesa Lagardère, mas o governador do estado Luiz Fernando Pezão deseja abrir uma nova licitação. O presidente tricolor avalia uma futura gestão dos franceses como um processo “natural”.

“Tem uma empresa que está disposta a tocar o Maracanã de imediato. O Flamengo sempre esteve do lado da GL/CSM. Quando essa empresa desistiu, o clube partiu para a ideia de nova licitação e comandar. Não é que o Flamengo prefira nova licitação. Ele quer ficar sozinho com o Maracanã. E eu não concordo”, disse.

Fonte: O DIa

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial