– Já conversei com alguns clubes. No caso do Fluminense, pessoas ligadas ao clube falaram direto com o Nilmar. Passamos para todos a mesma situação. Pelo que ele tem lá fora hoje, como contrato, vida confortável, pouca cobrança no futebol árabe, situação financeira, família adaptada, a situação é difícil. Mas é óbvio que não descartamos a chance. Outros clubes estão atrás. O contato do Flu até agora foi superficial, só para saber a situação dele e tal. Não estamos fechando as portas, mas Nilmar sempre foi de respeitar contratos. Chance sempre tem, mas é preciso se acertar com o Al Nasr – resumiu Ismael Calegário, um dos representantes de Nilmar.

Fonte: GloboEsporte